O governador José Ivo Sartori participou, nesta terça-feira (14), no Distrito Industrial de Montenegro, da inauguração da fábrica da Fujikura Cabos, que vai produzir cabos para os setores de energia e telecomunicações. Além de R$ 30 milhões inicialmente investidos e que abriram 50 empregos diretos e 25 indiretos, foi confirmado o aporte de mais R$ 11 milhões no começo de 2016. Isso  deve resultar em até 200 vagas diretas, reafirmando a confiança no Rio Grande do Sul.

A unidade é uma joint venture entre o grupo japonês Fujikura e a brasileira ProCable Energia e Telecomunicações. Esta é a primeira em funcionamento no Brasil. Está instalada em 144 mil metros quadrados e ocupa área útil de 10,8 mil metros quadrados.

Em Montenegro, a fabricante japonesa vai produzir cabos de energia e telecomunicações, o OPGW, e cabos de alumínio com alma de aço, o ACSR, estes usados na transmissão de energia elétrica.  O mercado brasileiro para o OPGW é de 5 mil km/ano, e a capacidade inicial da Fujikura é de 1 mil km anuais. Já para o cabo ACSR, a capacidade inicial de operação é de 1 mil toneladas/ano, para um mercado nacional de 2 mil toneladas/ano.

Segundo o presidente da ProCable – Fumitaka Nishimura -os cabos terão redução de custos de 20% a 30% a partir da fabricação no RS, e a produção será 100% nacionalizada. O foco é o Brasil como principal mercado, mas a intenção é ampliar os negócios a países das Américas do Sul e Central. A instalação da fábrica foi negociada pela equipe técnica da Sala do Investidor, instrumento da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT) que facilita novos investimentos.